Urubu Cultural

Urubu Cultural

quarta-feira, 5 de agosto de 2009

A história do velho cagalhão agarrado ao cú

  Era uma vez um velho que tinha um velho cagalhão, agarrado ao cú. Quem lida com gatos, sabe do que estou a falar, isto é, quando os felinos ingerem demasiado pêlo, por ocasião de quotidianamente lamberem higienicamente o seu manto capitar, ocorre a desagradável ingestão de inúmeros pêlos; ora assim sendo, ou são os mesmos regurgitados pelo gato, ou seguem os trâmites normais, no que respeita à digestão. Detenhamo-nos no segundo caso, apôs o rôlo de pêlo percorrer todo o intestino, eis que chega a hora de ser expelido pelo ânus, como se deve calcular, este forma uma amalgama com o alimento, o que posteriormente vai provocar com que as diversas secções do cagalhão, fiquem unidas solidamente, através de intrincada rede capilar. Sofria do mesmíssimo mal, o pobre velho de que vos fala esta história. Em todas as calças, mandou fazer um buraco nos fundilhos, bem como na roupa interior, não fosse o cagalhão querer finalmente sair, e ficar, involuntariamente, preso na roupa. Quando passava na rua, nós, tapando a boca, sorriamos, pois faz parte de ser criança, achar piada à desgraça dos outros, visto termos a certeza de que não seremos afectados por tais males; um pouco mais tarde na vida perdemos essa certeza, e receamos toda e mais alguma doença; mas enquanto criança não.

1 comentário:

  1. farto-me sempre de rir quando se trata de cagalhões...

    ResponderEliminar